Boa noite! Hoje é quinta-feira, 06/08/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Brizola Neto é o novo ministro do Trabalho do governo Dilma
02/05/2012

O deputado federal Brizola Neto (PDT-RJ) é o novo titular do Ministério do Trabalho, anunciou nesta segunda-feira (30) a Presidência da República, em nota oficial. A posse deve ser nesta quinta-feira, às 11h. Durante o longo período de interinidade no ministério, o DIAP publicou vários artigos sobre a orfandade da pasta. Leio-os nos links no pé desta matéria.

"A presidenta manifestou confiança de que Brizola Neto, ex-secretário de Trabalho e Renda do Rio de Janeiro, ex-vereador e deputado federal pelo PDT, prestará grande contribuição ao país", diz o texto oficial.

Brizola Neto é o mais novo entre todos os ministros: aos 33 anos, assume o cargo deixado pelo presidente de seu partido, Carlos Lupi, afastado após uma série de denúncias de corrupção na pasta. A decisão foi tomada na véspera do 1º de maio, para resolver um impasse que se estendia desde o fim do ano passado. Antes de convidar Brizola Neto, Dilma conversou com o Lupi e acertou a nomeação.

O novo ministro foi convidado pela presidente Dilma apesar de resistências dentro de sua própria legenda, além da Força Sindical e da CUT (Central Única dos Trabalhadores). Até mesmo o antecessor no cargo, Paulo Roberto dos Santos Pinto, cogitava não aceitar retornar ao posto de secretário-executivo do Ministério sob o comando do neto de Leonel Brizola (1922-2004).

Apesar de ter sido eleito pelo Rio de Janeiro, ele é mais um membro da ampla cota gaúcha no governo. É o oitavo nascido no Rio Grande do Sul entre 41 integrantes com status de ministro. São Paulo, mesmo incluindo ministros com carreira fora do estado, como Paulo Bernardo (Comunicações) e Ideli Salvatti (Relações Institucionais), tem sete no primeiro escalão.

Brizola Neto está em seu segundo mandato de deputado federal e ganhou a atenção da presidente por sua capacidade de mobilização com os jovens - em especial graças a seu blog "Tijolaço". Depois de trabalhar como secretário do avô, conseguiu seu primeiro mandato em 2004, como vereador no Rio de Janeiro.

Cautela

Antes de qualquer pronunciamento, o deputado quer se reunir com a cúpula do partido para tentar construir entendimentos mínimos, já que seu nome não foi unanimidade na legenda.

A escolha de Brizola Neto tem relação com o Congresso, já que Dilma quer contar com colaboradores que possam ajudar a unificar a base aliada em momentos de votações difíceis.

Perfil

Deputado, 2° mandato, estudante. É neto do ex-governador do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul, Leonel Brizola, figura histórica do PDT e do trabalhismo brasileiro. Foi vereador no Rio de Janeiro (2005/2007) e defensor das causas populares com ênfase em projetos nas áreas de educação e cultura. Parlamentar articulado é ex-presidente nacional da juventude socialista do PDT e presidente do diretório municipal do partido no Rio de Janeiro.

Na Câmara dos Deputados, já exerceu o importante cargo de líder do partido, quando reforçou sua identidade e cumplicidade de lutar pelo trabalhismo herdado do avô. Ocupava, antes de ser nomeado ministro, o cargo de vice-líder do partido. Foi presidente da Comissão Especial que analisou o PL 5.939/2009, do Executivo, que criou a Petrosal - Empresa Brasileira de Administração de Petróleo e Gás Natural S.A., responsável pela exploração do petróleo na camada do Pré-sal. Bom articulador e negociador, tem se destacado como debatedor.



(Com UOL)

Por: Agência Diap

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente