Bom dia! Hoje é sábado, 24/10/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Pressão popular reduz reajuste abusivo de vereadores
08/06/2012

A pressão do movimento popular e sindical surtiu efeito e os vereadores de Sapiranga desistiram de se autoconceder um reajuste salarial de 35,7%. O aumento, válido para o quadriênio 2013/2016 (próxima legislatura), será de 14,13%. Esse percentual representa um aumento de R$ 675,30 ao atual subsídio de R$ 4.779,15 e segue a mesma política de reajuste do salário mínimo.

Os dirigentes do nosso sindicato estiveram presentes entre os cidadãos e cidadãs que protestaram contra o abusivo aumento e estranharam o fato de que o presidente da “casa do povo”, como se refere à Câmara Municipal, não quis receber o próprio povo em audiência.

Os protestos continuaram durante a sessão que durou menos de 50 minutos. Apesar de o novo subsídio ter sido reduzido a menos da metade em relação ao votado no dia 22 de abril, os servidores públicos protestaram porque entendiam que a redução ainda era pouca, pois o funcionalismo público recebeu somente 5,10% de aumento.

Por: Assessoria de Comunicação Social

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente