Boa noite! Hoje é terça-feira, 20/10/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Preço da cesta básica tem comportamento heterogêneo em junho
04/07/2007

O preço da cesta básica apresentou, em junho, comportamento diferenciado nas 16 capitais onde o DIEESE realiza, mensalmente, a Pesquisa Nacional da Cesta Básica. Sete localidades registraram elevação que se situaram entre 0,51%, em Porto Alegre e 3,29%, em Recife. Outras nove cidades apresentaram queda, que variaram de -0,15%, em Goiânia a -5,94%, em Belém.

Nos seis primeiros meses deste ano, cinco capitais tiveram variação acumulada negativa: Belo Horizonte (-3,31%), Belém (-1,43%), Natal (-1,07%), Florianópolis (-0,53%) e Brasília (-0,31%). Dentre as 11 cidades onde houve aumento, as taxas mais significativas ocorreram em Recife (4,88%), Porto Alegre (4,12%) e Vitória (4,08%). De julho de 2006 até junho último, houve queda na taxa acumulada em cinco localidades: João Pessoa (-6,89%), Recife (-4,41%), Salvador (-2,73%), Belém (-1,05%) e Fortaleza (-0,24%). Os maiores aumentos ocorreram em Porto Alegre (15,19%), São Paulo (8,79%) e Vitória (8,08%).

O maior valor para os gêneros de primeira necessidade foi apurado em Porto Alegre (R$ 193,90). Em São Paulo o custo ficou em R$ 187,45 e no Rio de Janeiro, em R$ 173,33. João Pessoa apresentou o menor valor (R$ 134,07). O salário mínimo necessário deveria ser, em junho, de R$ 1.628,64, ou 4,28 vezes o piso de R$ 380,00.

Por: Dieese

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente