Bom dia! Hoje é Domingo, 09/08/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


METALÚRGICOS APROVAM: Categoria terá reajuste de 9,5% e 14,30% no piso salarial
26/07/2013

Reunidos em assembleia geral na noite da quinta-feira, 25 de julho, os metalúrgicos de Sapiranga, Nova Hartz e Araricá decidiram por unanimidade aprovar a proposta amadurecida nas negociações entre representantes patronais e dos trabalhadores, colocando um fim na campanha salarial deste ano. Entre as principais conquistas do dissídio está o reajuste salarial que repõe as perdas inflacionárias entre maio/2012 e abril/2013, garante um aumento real nos salários e a valorização do piso salarial da categoria, além de manter importantes avanços em direitos e benefícios conquistados em convenções coletivas passadas.

Veja detalhes abaixo:

REAJUSTE SALARIAL

Pelo acordo aprovado na assembleia geral da quinta, 25 de julho, os metalúrgicos de nossa base terão reajuste de 9,5% a partir de 1º de julho. Com relação aos meses de maio e junho, a categoria terá a reposição das perdas, ou seja, os 7,16% da perda inflacionária (INPC de maio/2012 a abril/2013). O reajuste de 9,5% garante um aumento real de 2,18% nos salários.

PISO SALARIAL

Outra importante conquista foi a valorização do piso salarial da categoria, pois teve um reajuste bem acima da inflação, ou seja, 14,30%, passando a valer R$ 4,00 por hora ou R$ 880,00 mensais.

Cabe lembrar que, caso o atual piso (R$ 880,00) fique menor que o piso regional por causa da política de valorização adotada pelo governos estadual (Tarso Genro), terá automaticamente um reajuste para equipará-lo, assim como aconteceu em outras ocasiões.

PAGAMENTO DAS DIFERENÇAS

Segundo o acordo, as diferenças salariais de maio e junho devem ser pagas nas folhas de pagamento de julho, ou seja, entre os últimos dias deste mês e os primeiros dias de agosto. Caso alguma empresa já tenha feito a folha de pagamento de julho sem os reajustes porque o acordo foi fechado quase no fim do mês, devem impreterivelmente pagar os atrasados a partir dos adiantamentos quinzenais de agosto.

OUTROS AVANÇOS IMPORTANTES

O novo dissídio coletivo manteve importantes conquistas como:
- O quinquênio de 3%
- O adicional noturno de 20% até as sete da manhã
- As estabilidades para quem está na iminência de se aposentar e tem mais de cinco anos na empresa
- As horas extras com adicionais de 50% (as primeiras duas) e 100% (as demais horas laboradas)
- O auxílio-educação no valor equivalente a 50% do piso (R$ 440,00), em uma única parcela, até 15/09/2013, desde que o empregado interessado formule requerimento com certificado de matrícula e frequência até 10 dias antes da data prevista para o pagamento
- O auxílio-creche no valor de R$ 130,00 por filho pelo período de 18 meses, contados do retorno do auxílio maternidade
- O auxílio-funeral no valor equivalente a dois pisos salariais em vigor, hoje R$ 1.760,00.

ATENÇÃO

Em breve, tão logo a Convenção Coletiva aprovada esteja homologada pelo Ministério do Trabalho, a direção do Sindicato dos Metalúrgicos vai divulgá-la na íntegra.

Por: Assessoria de Comunicação Social

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente