Bom dia! Hoje é quinta-feira, 22/10/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Conquista graças à luta e mobilização da categoria
29/07/2013

Mais uma vez, não foi nada fácil arrancar dos patrões um reajuste que fosse considerado digno para os trabalhadores e trabalhadoras metalúrgicos de Sapiranga, Araricá e Nova Hartz.

A avaliação da direção é que o acordo fechado foi bom porque, inclusive, ficou na média de outros acordos metalúrgicos fechados no Estado. “Também porque a categoria participou das mobilizações, não se intimidou com a pressão patronal e deu respaldo para o sindicato realizar boas ações nas portas de fábrica e uma boa negociação. Nossa categoria foi guerreira e não se deixou intimidar”, argumenta o presidente do sindicato, Mauri Schorn.

Nunca os trabalhadores/as metalúrgicos gaúchos estiveram tão mobilizados e dispostos a parar as fábricas como nesta campanha salarial passada, caso as negociações não avançassem para um acordo prevendo um reajuste que garantisse a reposição das perdas e um aumento real nos salários. Os trabalhadores/as não são bobos e sabem que, embora tentem dizer o contrário, a economia brasileira está estável e sabem que as empresas nunca foram tão beneficiadas como agora, com desonerações da folha, reduções de impostos, redução da conta de energia elétrica, financiamentos com juros baixos, entre outras benesses que em nenhum momento foram repassadas aos salários e benefícios da classe trabalhadora.

Assim como a juventude está indo às ruas para combater desde problemas locais até a corrupção e o imobilismo de muitos políticos, a classe trabalhadora também mostrou sua insatisfação durante a campanha salarial e, especialmente, no 11 de julho passado, Dia Nacional de Lutas. Essa luta vai continuar e conta com o apoio de todos.

Por: Assessoria de Comunicação Social

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente