Bom dia! Hoje é quinta-feira, 22/10/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Movimento sindical pressiona Fiergs contra terceirização
08/08/2013

A CUT e demais centrais sindicais realizaram na terça-feira, 6 de agosto, em todo o país, um dia nacional de protesto contra o Projeto de Lei 4330, que piora as condições de trabalho dos terceirizados.

No RS, a CUT concentrou representantes dos principais sindicatos da região metropolitana em frente à Fiergs, zona Norte de Porto Alegre, entre os quais o Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga. Ali, cerca de 300 metalúrgicos, sapateiros, professores, vigilantes, servidores públicos e trabalhadores e trabalhadoras de outras categorias realizaram uma vigília desde às 6h até o final da manhã. Outras centrais como a Força Sindical e a CTB realizaram mobilizações em frente à sede de outras entidades patronais, como a Fecomércio, no Centro da cidade. No país, a CUT também promoveu passeatas e outros atos de protesto em frente a entidades patronais, legislativos e prefeituras.

Neste dia, os empresários foram o principal alvo das manifestações porque foram eles que reivindicaram aos parlamentares do Congresso Nacional a apresentação e, agora, aprovação desse projeto que precariza ainda mais o trabalho terceirizado.

De acordo com um estudo de 2011 da CUT e do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o trabalhador terceirizado fica 2,6 anos a menos no emprego, tem uma jornada de três horas a mais semanalmente e ganha 27% a menos. A cada 10 acidentes de trabalho, oito acontecem entre terceirizados. Estima-se que o Brasil tenha hoje cerca de 10 milhões de terceirizados, o equivalente a 31% dos 33,9 milhões de trabalhadores com carteira assinada no país.

Por: Assessoria de Comunicação Social

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente