Boa noite! Hoje é quinta-feira, 06/08/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Gaúchos terão menos saúde e segurança com medidas anunciadas pelo governo do Estado
08/06/2015

Depois de cinco meses à frente do Piratini, o governo Sartori resolveu andar... só que para trás!

Em vez de anunciar projetos para melhorar a vida dos gaúchos, o governo anunciou na quarta, 3 de junho, um conjunto de 14 medidas que mantém a paralisia nos serviços públicos por meio da suspensão de pagamentos, concursos e nomeações, causando um baita retrocesso ao Estado. As áreas mais atingidas serão a educação e, especialmente, a saúde e segurança pública.

Segundo o ex-dirigente sindical e atual deputado estadual Nelsinho Metalúrgico, as medidas preveem o fechamento de hospitais e a não nomeação dos aprovados nos concursos da segurança pública. Com o fechamento de pequenos hospitais no interior, serão cerca de três mil leitos a menos, que vão impactar negativamente na saúde da população. Também serão 3.156 servidores públicos a menos na área da segurança pública.

“O governo deixará de contratar 1.900 brigadianos, 600 bombeiros e 656 agentes da Polícia Civil, o que vai ampliar o clima de insegurança e aumentar a criminalidade no Estado. E esse quadro vai piorar ainda mais, pois a cada mês cerca de 100 profissionais da segurança pública se aposentam. Somente este ano, cerca de 2.000 policiais civis e brigadianos vão para a reserva”, denunciou. “Vamos ter de nos mobilizar para barrar o desmonte de tudo aquilo que foi construído durante o governo Tarso”, concluiu.

Por: Assessoria de Comunicação Social

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente