Boa tarde! Hoje é quarta-feira, 21/10/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Metalúrgicos paralisam várias fábricas na região
04/08/2016

Em assembleia geral realizada no dia 20 de julho passado, os metalúrgicos de Canoas e Nova Santa Rita foram os primeiros a decretar estado de greve por não concordar com a proposta patronal de parcelar os 9,83% em três vezes. Até o fechamento desta edição já haviam paralisado sete grandes empresas em nove dias úteis e barrado as horas extras em duas empresas no fim de semana para compensar o não trabalho no dia da greve. O sindicato patronal é intransigente e acovardou-se da negociação, levando as negociações para ajuizamento no TRT. Alguns patrões romperam com este sindicato patronal e estão negociando melhor reajuste salarial para seus funcionários diretamente com o Sindicato dos Metalúrgicos.

Nas bases de Porto Alegre e Cachoeirinha, as assembleias gerais com decretação de estado de greve foram realizadas no dia 26 de julho. Por enquanto, os sindicatos estão fazendo atrasos na pegada e paralisaram apenas uma grande empresa de Alvorada. O movimento está crescendo e, caso uma proposta melhor não seja apresentada pelos patrões, o sindicato vai iniciar as greves em várias empresas da categoria. Os patrões oferecem menos que as perdas inflacionárias e querem excluir ou flexibilizar mais da metade das cláusulas sociais das convenções coletivas destes sindicatos.

Por: Assessoria de Comunicação

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente