Bom dia! Hoje é sábado, 19/10/2019.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Governo golpista não consegue destravar a economia nacional
11/10/2016

A produção industrial brasileira despencou 3,8% em agosto frente a julho, segundo dados divulgados pelo IBGE no início de outubro. A queda de agosto foi a mais intensa na passagem de um mês para outro desde janeiro de 2012, quando a retração foi de 4,9% na mesma comparação.

No resultado acumulado nos oito primeiros meses do ano, a perda é de 8,2%. Nos doze meses encerrados em agosto, a queda é ainda maior, de 9,3%. Na comparação com agosto do ano passado, o recuo é de 5,2%.

O IBGE afirma que a indústria voltou, em agosto, a diminuir seu ritmo de produção. Entre as quatro grandes categorias do setor, três apresentaram recuo, e 21 das 24 atividades também tiveram redução da produção. Hoje, a indústria encontra-se 21,3% abaixo do seu pico de produção porque o cenário recessivo, que aprofundou a crise do setor, não mudou. O Brasil continua tendo aumento da taxa de desocupação (desemprego), queda na renda real, crédito caro, restrito e escasso, preços elevados, taxas de inadimplência e outros problemas que o atual governo – que tem o apoio incondicional da classe empresarial – não conseguiu resolver nestes cinco meses de mandato ilegítimo.

Cabe lembrar que um dos motivos usados pelos golpistas (e empresários lacaios que apoiaram o golpe) para afastar Dilma foi a estagnação da economia, causada pela falta de confiança da classe empresarial, que parou de investir e iniciou lá em 2014 um constante processo de demissões que reforçaram a imposição do recente impeachment. E agora?

Por: Assessoria de Comunicação

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente