Boa noite! Hoje é Domingo, 25/10/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Redução da jornada poderá gerar até 3 milhões de empregos
04/06/2008

O diretor do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), Antônio Augusto Queiroz, afirmou ontem que a redução da jornada de trabalho de 40 para 44 horas semanais poderá gerar cerca de 3 milhões de novos postos de trabalho em todo o país. Ao participar de comissão geral na Câmara para debater o tema, o diretor afirmou que a medida beneficia tanto empregados quanto empregadores.

O representante do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Marcio Pochmnn, apresentou um estudo do órgão mostrando que 36,4% dos trabalhadores brasileiros trabalham mais de 45 horas semanais. Desse universo, 32% dos trabalhadores empregados fazem horas extras, o que representa 6 milhões de empregos a menos. Com isso, 4,5 milhões de pessoas ocupam na prática mais de um posto de trabalho.

O diretor do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), Clemente Ganslúcio, afirmou que a redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas poderá aumentar os gastos das empresas em até 2%, no entanto, o número é pequeno perto do crescimento acumulado nos últimos anos. De acordo com o diretor, dos anos 90 para cá, a indústria brasileira acumulou um ganho médio de produtividade de cerca de 130% e, portanto, esse custo adicional de 2% seria facilmente absolvido.

Por: Agência Informes

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente