Boa tarde! Hoje é terça-feira, 11/08/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Alimentos básicos sobem em 16 capitais
03/06/2008

Em maio, o preço dos gêneros alimentícios essenciais apresentou alta em 14 das 16 capitais onde o DIEESE realiza, mensalmente, a Pesquisa Nacional da Cesta Básica. Recife (14,19%), Natal (8,91%) e Florianópolis (7,61%) registraram as maiores elevações. Goiânia (-1,19%) e Salvador (-0,35%) apresentaram variação negativa.

Nos cinco primeiros meses do ano, todas as 16 capitais registraram alta nos preços dos gêneros alimentícios essenciais. Os maiores aumentos, no período, ocorreram em Recife (26,52%), Fortaleza (24,28%), Natal (21,87%) e João Pessoa (20,71%). Entre junho de 2007 e maio último, as elevações mais expressivas foram verificadas em Recife (46,55%), Fortaleza (40,78%) e Natal (40,75%). Porto Alegre (22,64%) e Goiânia (24,22%) apresentaram as menores variações acumuladas.

Com a variação apurada em maio, houve alteração no quadro das capitais nas quais foram verificados os maiores custos para a cesta básica. O maior valor foi apurado em Porto Alegre (R$ 236,58), ficando São Paulo com o segundo maior valor (R$ 233,92). O menor custo foi registrado em Salvador (R$ 176,05).

Com a forte alta no preço dos produtos alimentícios essenciais, o valor do salário mínimo necessário chegou, em abril a R$ 1.987,51, o que corresponde a 4,62 vezes o piso vigente, de R$ 415,00.

Por: Dieese

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente