Bom dia! Hoje é segunda-feira, 26/10/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Economia cresce 6,8% no terceiro trimestre
10/12/2008

A economia cresceu 6,8% no terceiro trimestre de 2008 em relação ao mesmo trimestre de 2007 e alcançou R$ 747,3 bilhões, segundo dados do Produto Interno Bruto (PIB, valor de todos os bens e serviços produzidos no País) divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“Ganhamos musculatura com o crescimento forte até setembro, que nos coloca em condições mais favoráveis para enfrentar a crise e a desaceleração que virá”, afirmou o Ministro da Fazenda, Guido Mantega.

A Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), que mede o investimento produtivo, cresceu 19,7% em relação ao ano passado e 6,7% em relação ao segundo trimestre deste ano. Já o consumo das famílias, elemento importante para explicar o crescimento econômico, cresceu 7,3% em relação ao ano passado (vigésimo crescimento consecutivo) e 2,8% na comparação com o segundo trimestre.

Segundo o IBGE, a FBCF cresceu em razão do aumento da produção interna e da importação de máquinas e equipamentos. Já para o crescimento do consumo das famílias contribuiu a elevação de 10,6% da massa salarial real.

Para Mantega, os dados apontam que “o País está com crescimento de qualidade”, mas afirmou que o quarto trimestre de 2008 apresentará desaceleração, crescendo de 3% a 3,5%. Ele explicou que o crescimento menor no último trimestre já era esperado devido aos impactos da crise internacional.

Na avaliação do ministro, as obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), os gastos públicos, o mercado interno forte e os investimentos nos programas sociais contribuíram para o resultado do PIB.

Setores – Entre os setores, a maior contribuição para o crescimento econômico veio da Indústria, que cresceu 7,1% em relação ao ano passado e 2,6% em relação ao segundo trimestre deste ano. A atividade que se destacou foi a construção civil, com taxa de crescimento de 11,7%. A extrativa mineral teve elevação de 7,8%. A indústria de transformação e a eletricidade e gás, água, esgoto e limpeza urbana tiveram taxas de crescimento de 5,9% e 5,7%, respectivamente.

A Agropecuária, teve elevação de 6,4% na comparação com o ano passado e 1,5% com relação ao segundo trimestre. O crescimento pode ser explicado pelo desempenho de alguns produtos que possuem safra importante no trimestre, como, por exemplo, a do trigo, do café e da cana-de-açúcar, com estimativas de crescimento de produção no ano de 2007 de 41,3%, 28,3% e 17,4%, respectivamente.

O setor de Serviços cresceu 5,9% em relação a 2007 e 1,4% em relação ao trimestre anterior. Os maiores destaques do setor foram os serviços de informação (+10%); o comércio (atacadista e varejista) com variação positiva de 9,8% e intermediação financeira e seguros (8,8%).

Acumulado - O PIB de janeiro a setembro de 2008 aumentou 6,4% em relação a igual período de 2007. Na mesma base de comparação, os setores da Agropecuária, Indústria e Serviços cresceram 6,7%, 6,5% e 5,5%, respectivamente.

O investimento produtivo cresceu 17,3%, o consumo das famílias, 6,5% e o consumo da Administração Pública, 5,7%.

Por: Boletim Em Questão

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente