Bom dia! Hoje é quinta-feira, 29/10/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Morre Adão Pretto, companheiro defensor dos sem-terra e pequenos agricultores
04/02/2009

Pouca gente sabia, mas Adão Pretto tinha residência fixa em Canoas. Apesar disso, nunca foi visto como "um deputado canoense" ou "um deputado da região". Por quê? Porque, embora seus projetos muito interessavam aos trabalhadores urbanos das indústrias, ele sempre foi visto e sempre quis ser visto como um deputado federal defensor dos sem-terra e dos pequenos agricultores. Portanto, era no interior que morava seu coração.

Adão Pretto (PT) morreu às 7h42min desta quinta-feira, no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre. O parlamentar, de 63 anos, estava internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do estabelecimento desde o dia 15 de janeiro para tratamento de uma crise de pancreatite. Na noite de terça-feira, depois de os médicos diagnosticarem uma necrose no pâncreas, ele foi submetido a uma cirurgia. Na quarta-feira, o seu quadro de saúde se agravou.

Porta-voz dos pequenos agricultores e dos sem-terra no parlamento desde 1987, quando tomou posse para o primeiro mandato de deputado estadual pelo PT, Adão era um dos principais defensores do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) no Congresso e um de seus fundadores no RS. Ele estava no sexto mandato na Câmara dos Deputados.

Agricultor por profissão, nasceu em Coronel Bicaco (RS) em 18 de dezembro de 1945, mas começou sua trajetória política no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Miraguaí e na Pastoral Rural da Igreja Católica. Em 1985, participou na ocupação da Fazenda Annoni, entre Carazinho e Sarandi (RS).

Em 1990, ao terminar seu mandato na Assembleia Legislativa gaúcha, elegeu-se deputado federal. O último projeto de lei do deputado foi apresentado em outubro do ano passado. A proposta acaba com o pagamento de indenização compensatória nos processos de desapropriação para fins de reforma agrária.

O velório do parlamentar será realizado no Salão Julio de Castilhos da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul e o sepultamento será em Porto Alegre.

Por: Geraldo Muzykant - Jornalista, assessor de imprensa

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente