Bom dia! Hoje é sábado, 28/11/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Correção na tabela e duas novas alíquotas aliviam o bolso do trabalhador
27/02/2009

Saiba como fica o desconto mensal com mais uma correção na tabela e com a criação de duas novas alíquotas. Vale também as dicas para fazer a declaração, cujo prazo de entrega começa na segunda-feira

Duas mexidas importantes no Imposto de Renda darão um alívio no bolso dos trabalhadores neste ano. A primeira delas é o reajuste de 4,5% em toda a tabela. A segunda foi a criação de duas novas faixas salariais para a base de calculo, que agora são cinco. Tanto o reajuste como as novas faixas são resultado das negociações puxadas por nosso Sindicato, o dos Bancários de São Paulo e pela CUT, com o governo Lula. O compromisso firmado com o presidente no início de 2006 é o de deixar a tabela zerada com a inflação dos seus dois mandatos.

Mais no bolso

O alívio pode ser sentido no total de recursos que vão permanecer na mão dos trabalhadores. Segundo cálculo da Subseção Dieese do Sindicato, R$ 5 milhões ficarão no bolso dos metalúrgicos todo mês desde janeiro. No total, a Receita Federal deixará de arrecadar R$ 4,9 bilhões neste ano.

Faça a conta

1) Do salário bruto tire a contribuição do INSS, os descontos por dependente e, se tiver, a pensão alimentícia. O resultado será a base de cálculo.
2) Aplique sobre a renda tributável uma das cinco alíquotas da tabela.
3) Do valor encontrado tire a parcela a deduzir conforme a alíquota. O resultado final é o desconto do IR.

No endereço www.receita.fazenda.gov.br há um simulador onde você poderá conferir se a empresa faz o desconto corretamente no seu holerite.

Por: Sindicato dos Metalúrgicos do ABC

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente