Bom dia! Hoje é quarta-feira, 28/10/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Preço da cesta básica diminui em 7 capitais
06/05/2009

Sete das 17 capitais onde o DIEESE realiza mensalmente a Pesquisa Nacional da Cesta Básica apresentaram recuo no custo dos gêneros essenciais em abril, com queda que chegou a 2,58%, em Manaus e 2,16%, em Aracaju. Dentre as 10 cidades com alta, as maiores elevações foram verificadas em João Pessoa (5,32%), Fortaleza (3,95%) e Belo Horizonte (3,85%).

Quinze capitais registraram variação acumulada negativa nos primeiros quatro meses de 2009. As maiores quedas ocorreram em Aracaju (-15,27%) e Florianópolis (-12,09%), enquanto houve aumento em Goiânia (1,16%) e Belém (0,74%). Entre maio de 2008 e abril último, a alta acumulada é inferior em todas as capitais pesquisadas, ao reajuste de 12,05% concedido em fevereiro último ao salário mínimo. Belo Horizonte (-6,03%) e Aracaju (-5,5%) tiveram as maiores retrações, enquanto as altas mais significativas foram apuradas em Goiânia (9,38%) e Salvador (8,21%).

Porto Alegre registrou o maior custo para a cesta básica em abril (R$ 234,81), seguida por São Paulo (225,63) e Rio de Janeiro (R$ 222,60). Os menores valores foram apurados em Aracaju (R$ 163,76), Recife (R$ 176,65) e João Pessoa (R$ 184,02) e foram as capitais onde o custo foi mais baixo.

Em abril, o salário mínimo necessário - estimado com base na cesta mais cara - ficou em R$ 1.972,64, que corresponde a 4,24 vezes o menor salário oficialmente pago no país, de R$ 465,00.

Por: Dieese

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente