Bom dia! Hoje é quinta-feira, 29/10/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


METALÚRGICOS DE SAPIRANGA E REGIÃO QUEREM 10% DE REAJUSTE SALARIAL
02/05/2009

Reunida em assembléia geral no dia 24 de abril, a categoria metalúrgica da base de Sapiranga, Araricá e Nova Hartz decidiu reivindicar na campanha salarial que se iniciou 10% de reajuste salarial. O objetivo é recuperar as perdas salariais entre maio/08 a abril/09 - que deve ficar entre 5,5% e 6%, segundo estimativas - e um aumento real nos salários para melhorar o padrão salarial em nossa categoria. A avaliação é que, apesar da crise, as empresas metalúrgicas têm condições de elevar um pouco mais os salários da categoria, motivo pelo qual também se reivindica a valorização dos pisos.

Veja ao lado um resumo dos principais itens que vão compor a pauta de reivindicações que já foi encaminhada para negociação com os patrões:

SALÁRIO
Reajuste salarial de 10% (reposição das perdas causadas pela inflação + aumento real para melhorar o padrão salarial da categoria).

PISOS SALARIAIS
1° piso = inicial, relativo ao salário mínimo regional;
2° piso = R$ 700,00, após 60 dias de contrato;
3° piso = R$ 800,00, após 180 dias de contrato.

JORNADA
Redução da jornada semanal para 40 horas, sem redução salarial, e limitação das horas-extras a, no máximo, 20 horas mensais

ADICIONAIS
Adicional de 100% sobre a remuneração de todas as horas-extras;
Adicional de insalubridade pago sobre o piso da categoria;
Adicional noturno até o final do expediente da noite;
Adicional por tempo de serviço de 3%, a cada três anos (triênio no lugar do quinquênio).

EMPREGO
Ratificação da Convenção 158 da OIT, contra as demissões imotivadas.

BENEFÍCIOS
Manter os demais avanços conquistados ao longo dos anos em dissídios anteriores.

Por: Assessoria de Comunicação do sindicato

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente