Bom dia! Hoje é Domingo, 09/08/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Confirmada audiência sobre a criminalização dos movimentos sociais
24/08/2009

O presidente da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos - CCDH da Assembleia Legislativa do RS, deputado Dionilso Marcon (PT) confirma para o dia 09 de setembro de 2009, quarta-feira, às 9h 30 min., audiência pública para tratar da criminalização dos movimentos sociais no Estado do Rio Grande do Sul. Estão convidados a participar: Ministério da Justiça - MJ; Ordem dos Advogados do Brasil - OAB; Secretaria de Segurança Pública do RS - SSP; Comando-Geral da Brigada Militar; movimentos sociais (Via Campesina, MST, UNE, UBES, DCEs), Centrais sindicais, Federações e Sindicatos de Trabalhadores;Policia Civil; Ministério Público Federal; Ministério Público Estadual; Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, Comissão de Direitos Humanos do Senado e demais entidades.

O presidente da CCDH lamenta que a repressão aos movimentos sociais não são fatos isolados. Segundo ele, representam uma orientação política de governo com perseguição sistemática contra todo e qualquer movimento reivindicatório, de direitos sociais e ou de quem proteste contra atos de corrupção no governo estadual. Marcon lembra que em 2005 o sindicalista Jair da Costa foi assassinado durante uma ação de repressão da Brigada Militar em Sapiranga, quando trabalhadores protestavam contra a crise no setor coureiro-calçadista. Três anos depois o mesmo ato criminoso voltou a acontecer, agora contra o agricultor sem terra Elton Brum da Silva em São Gabriel.

O deputado destaca que no Relatório Anual da Anistia Internacional de 2009 o Estado do Rio Grande do Sul foi denunciado pela criminalização dos movimentos sociais,assim como a policia militar e promotores por dar sustentação a ordens judiciais de despejo com o uso da violência contra agricultores e suas famílias.

Por: CUT - RS

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente