Bom dia! Hoje é sábado, 08/08/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Aumento do mínimo beneficia 46,1 milhões de pessoas
23/12/2009

Salário a R$ 510 injeta R$ 26,6 bilhões na economia brasileira

O reajuste do salário mínimo para R$ 510, caso seja aprovado, vai beneficiar cerca de 46,1 milhões de brasileiros que têm rendimento atrelado a esse piso, segundo estimativa do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) que faz parte de estudo divulgado nesta terça-feira (22).

Além disso, de acordo com o levantamento, um mínimo a R$ 510 injetaria R$ 26,6 bilhões na economia e representaria um aumento de R$ 7,7 bilhões na arrecadação tributária sobre o consumo.

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou nesta terça-feira que o governo tem dinheiro para pagar esse aumento do salário, que representa um reajuste de 9,68% em relação ao valor vigente - R$ 465.

Segundo o ministro, o aumento do mínimo acima do previsto anteriormente - que era de R$ 507 - deverá custar aos cofres públicos cerca de R$ 600 milhões a mais. O impacto nas contas da Previdência deverá ser de aproximadamente R$ 4,6 bilhões. Se o aumento fosse para R$ 507, seria de R$ 4 bilhões.

- Temos recursos. Nós fizemos alguns ajustes e o relator [deputado Geraldo Magela, do PT] contribuiu para isso, colocando o reajuste no Orçamento. Temos como pagar.

Por: www.r7.com

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente