Boa noite! Hoje é terça-feira, 11/08/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Aposentados que ganham acima do mínimo terão reajuste real de 2,5%
10/12/2009

Como previsto desde agosto, quando fez acordo com as principais centrais sindicais , o governo dará reajuste real de 2,5% para os aposentados que recebem benefícios do INSS acima do mínimo - o aumento será de 6%, considerando também a reposição da inflação. Para as aposentadorias e pensões equivalente ao salário mínimo, o reajuste será de 9%, passando dos atuais R$ 465 para pouco mais de R$ 505.

O ministro da Previdência, José Pimentel, confirmou nesta quarta-feira o reajuste, informando que as demais centrais, que chegaram a propor 7% (e não 6%) para os benefícios acima do piso, aceitaram a proposta original do governo.

Esses valores vão constar de Medida Provisória que o presidente envia ao Congresso até o fim do mês, pois o reajuste vale a partir de 1º de janeiro.

Na segunda-feira, o relator do Orçamento de 2010, o petista Geraldo Magella, já havia incorporado definitivamente em seu relatório receitas adicionais de R$ 3,5 bilhões para garantir o aumento real de 2,5% .

- O relator do Orçamento está incorporando esse impacto no Orçamento de 2010 - afirmou Pimentel, que participou nesta quarta-feira da reunião do Conselho Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (CNDES).

A fórmula adotada é a correção dos benefícios acima do mínimo pela inflação do período, mais 50% do PIB de dois anos anteriores. Esse percentual daria, em 2010, o reajuste de 6%, com ganho real (acima da inflação) de 2,5%.

As centrais, porém, tinham pedido posteriormente que o governo melhorasse a proposta, concedendo um reajuste baseado na inflação do período mais 80% do PIB de dois anos anteriores, o que daria um pouco mais que o anunciado pelo governo.

Por: O Globo

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente