Boa noite! Hoje é quinta-feira, 22/10/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Economia é favorável para a busca de melhores salários
04/03/2010

Tal como previu o presidente Lula, contrariando os economistas de plantão, a grande crise mundial aqui no Brasil não passaria de uma marolinha. O país foi o último a sentir os efeitos da crise e o primeiro a sair porque tinha feito o dever de casa, ou seja, diminiu a inflação herdada de 20% ao ano para apenas 6%, reduziu os juros, transferiu renda via bolsa-família e valorização do salário mínimo, pagou a dívida e virou credor do FMI, botou a Petrobras a prospectar e descobrir um mar de petróleo no nosso chão, botou o BNDES a financiar grandes empreendimentos, entre outras iniciativas. E o povo seguiu a orientação do presidente e não parou de consumir e esse consumo manteve firme o ciclo virtual da economia.

Na contramão da crise, Lula e Dilma anunciaram o “espetáculo do crescimento” sobretudo a partir de 2008. Logo o Brasil virou um canteiro de centenas de obras estruturais do PAC - Programa de Aceleração do Crescimento e das obras do maior programa habitacional da história, o “Minha Casa, Minha Vida”. E a ministra Dilma já avisou que vem aí um segundo PAC.

Em suma, apesar de inúmeros problemas ainda não solucionados, o Brasil está com sua economia consolidada, com inflação baixa, juros e dólar estáveis, superávit na balança comercial, atividade industrial e emprego crescendo, e uma legião de pobres - herança do “sociólogo” FHC - ingressando agora na classe média.

É, portanto, o momento propício para a gente voltar a exigir melhores salários, mais benefícios trabalhistas e melhores condições de trabalho nas fábricas. Estamos às vésperas da campanha salarial e precisamos nos manter unidos e organizados para a luta que se avizinha.

Por: Assessoria de Comunicação Social

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente