Bom dia! Hoje é sábado, 24/10/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


CUT e centrais debateram com Tarso Genro (PT) projeto de desenvolvimento para o RS
27/10/2010

Na início da tarde desta terça-feira, 26 de outubro, a Central Única dos Trabalhadores e demais centrais sindicais, cooperativas, federações, movimentos sociais e economia solidária reuniram-se com o governador eleito do RS, Tarso Genro (PT), para debater o programa de governo de Tarso e, além disso, discutir as reivindicações da classe trabalhadora.

O presidente da CUT-RS, Celso Woyciechowski, foi o mediador do encontro e iniciou o debate agradecendo a presença do futuro governador. Tarso levantou questões sobre o seu compromisso com a classe trabalhadora, reafirmando de modo constante seu programa de governo.

Fernandes, representante da CGTB, agradeceu a forma com que Tarso se coloca à disposição dos trabalhadores. Paulo Barck, presidente da UGT, destacou a necessidade da criação de uma política de valorização do piso regional.

O representante do MTD, Portela, criticou a criminalização sofrida pelos movimentos sociais no governo Yeda. Também solicitou a inclusão da produção de alimentos nas cidades, através de investimentos na agricultura urbana.

Valter Souza, presidente da NCST-RS, falou da necessidade de se investir mais nas áreas de saúde, educação, agricultura familiar, segurança.

Woyciechowski entregou para Tarso Genro a “Plataforma da Classe Trabalhadora: Um programa para o desenvolvimento do RS – 2010”, documento desenvolvido a partir das resoluções da CONCLAT- Conferência Nacional da Classe Trabalhadora com complementação de políticas voltadas para o estado do Rio Grande do Sul.

Temas como fortalecimento das finanças públicas; recuperação do papel do Estado como indutor do desenvolvimento; geração de emprego, renda e valorização dos salários e do piso regional; agricultura: mudança na matriz produtiva com a valorização da agricultura familiar; democratização da gestão do Estado com participação popular; qualificação, profissionalização e valorização dos serviços e servidores públicos; fortalecimento das políticas públicas e sociais com a ampliação dos investimentos com recursos públicos são questões fundamentais discutidas na Plataforma.

Tarso, ao encerrar o debate, criticou o governo Yeda, garantindo aos trabalhadores de que jamais precisarão enfrentar as barreiras da Brigada Militar para entrar no Palácio Piratini. Também destacou a importância de um diálogo permanente com a classe trabalhadora, defendendo a participação de representantes dos trabalhadores no Conselho Estadual de Gestão.

O debate, que ocorreu no Comitê do Tarso Genro, localizado na Rua Barros Cassal, 68, Bairro Floresta, encerrou por volta das 16h.

Por: CUT - RS

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente