Boa tarde! Hoje é segunda-feira, 03/08/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


CNMCUT e IF Metall promovem o Encontro Nacional de Formação
01/12/2010

A CNM/CUT e a IF Metall promovem no período de 30/11 a 02/12, o Encontro Nacional de formação dirigido aos secretários dos sindicatos dos metalúrgicos da CUT. O evento teve início com uma análise de conjuntura econômica do ramo metalúrgico, da subseção do Dieese, e uma análise política, com a participação do ex-ministro José Dirceu, que falou sobre os desafios do governo Dilma.

O ex-ministro afirmou que o novo governo deverá centrar esforços nas áreas de educação e tecnologia. Ele explicou que a inovação tecnológica, que vem crescendo com grande velocidade nos últimos anos, tem influenciado na formação dos futuros profissionais.

"Estamos vivendo a era da revolução tecnológica. A criação de novas universidades públicas federais, sem dúvida, foi um salto de qualidade do governo Lula. Mas hoje, crianças com apenas quatro anos estão acessando os computadores. A tendência é que quem não tiver uma boa formação profissional não conseguirá emprego. Hoje, já vivemos isso com a falta de mão-de-obra qualificada no mercado. A escassez tem recrutado trabalhadores estrangeiros", disse.

José Dirceu também destacou que é importante o governo Dilma continuar mantendo os investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Sobre a economia brasileira, disse que a ótima fase de crescimento continuará em 2011. No entanto, alertou que a guerra cambial, os juros altos e a crise internacional são fatores que devem ser olhados com atenção pelo governo brasileiro.

Reformas e regulação na mídia

Zé Dirceu falou aos dirigentes do ramo metalúrgico cutista que é fundamental o Brasil fazer as reformas política e tributária. "Temos que debater o financiamento público nas campanhas e a fidelidade partidária. Tem que haver restrições para que o parlamentar não saia e entre fácil do partido e ainda possa disputar as eleições", analisa.

Sobre a questão tributária, destacou que é uma "coisa burra cobrar imposto de investimentos" e que seria interessante isentar a cobrança do ICMS (Imposto sobre circulação de mercadorias e serviços) nos alimentos e remédios. "O imposto tem ser cobrado no destino e não na origem", avaliou.

Outro tema abordado por Zé Dirceu foi a regulação dos meios de comunicação no Brasil. "Países como França, Portugal e Estados Unidos têm mecanismos de controle da mídia. O Brasil também precisa fazer a sua. É importante proteger a produção nacional", disse.

Programação

A abertura oficial do Encontro Nacional de Formação ocorreu nesta quarta-feira, 01/12. A mesa foi composta pelo presidente da CNM, Carlos Grana, pela secretária de formação da CNM, Michele Ida, pelo secretário geral da CNM, João Cayres, pelo secretário de formação da FEM CUT-SP, Luis Carlos da Silva Dias e pelo representante da IF Metall, Bengt Lindgren.

Em seguida, o educador Manoel Rodrigues Português, da Prefeitura de Guarulhos, apresentou o painel "Princípios Metodológicos da Formação Continuada". Ainda na parte da manhã, será apresentada a sistematização do Perfil
Formação da CNM CUT e a tarde, será realizada uma Oficina Metodológica da Formação.

No último dia do evento, os dirigentes Marino Vani, da FITIM América Latina e Caribe, José Celestino Lourenço, da CUT Nacional, e Rodolfo Morette, secretário de Formação do Sindicato dos Químicos do ABC, apresentam o painel "Uma visão ampliada da Formação Sindical".

No encerramento do encontro, será apresentado um Trabalho e Organização de propostas de resolução para o 8º
Congresso CNMCUT.

Por: CNM/CUT e Agência FEM/CUT

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente