Bom dia! Hoje é sábado, 24/10/2020.
 
CUT Nacional
CUT RS
CNM/CUT
FTMRS
Gross & Klein


Erechim: metalúrgicos acampam em protesto à proposta patronal
27/06/2007

A proposta de reajuste de 4,15% apresentada pelos patrões na última rodada de negociações do dissídio coletivo dos metalúrgicos, na sede da Federação, em Porto Alegre, está sendo rejeitada pela maioria dos trabalhadores nas assembléias que estão sendo realizadas pelo sindicato em Erechim.

Há uma semana, dirigentes sindicais estão acampados no Distrito Industrial para protestar contra a proposta, que ficou bem abaixo dos 10,3% propostos pelos trabalhadores. 'Chegamos ao índice somando a inflação do período ao percentual de crescimento da produção industrial do país em 2006 e mais a perspectiva de crescimento industrial no RS em 2007. Não é nada absurdo, afinal, se a industria cresce, é por causa do trabalho dos metalúrgicos', disse Jaime Basso, presidente do Sindicato.

Os trabalhadores também querem a mudança da data-base para 1º de setembro e recomposição do piso salarial com equivalência ao aumento do salário mínimo. Em 1995, o piso da categoria correspondia a 1,6 salários mínimos. Em valores atuais, conforme tabela da DIESE,o piso deveria ser de R$ 606,00. Atualmente,o piso é de R$ 473,00.

Por: Sindicato dos Metalúrgicos de Erechim

 
   
Rua Alberto Schmidtt nº 208 - Centro - Sapiranga/RS - Fone: 3599-1225 - e-mail: stmetal@gmail.com
Copyright © Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga :::
Expediente